Dom Quixote

26/09/2007 at 14:49 (arte, ballet, Dança, don quixote, história, repertório)

Festa, sensualidade, confusão e maluquice! Esse é o espírito latino presente em Dom Quixote, um dos meus ballets preferidos. Seu coreógrafo, Marius Petipa, morou anos na Espanha e durante sua passagem que montou a peça. Vale muito a pena conferir!!!

 

A história segue aí abaixo, retirada do livro “Livro Histórias de Ballet”, de Luisa Lagôas

 

don-quixote.jpg

                                                                                                                      John Ross

“Coreografia: Marius Petipa
Música: Leon Minkus
Estréia Mundial: 1869, em Moscou.

 

Na praça do mercado, em Barcelona, Quitéria (Kitri) está sendo forçada por seu pai a aceitar a corte do rico comerciante Gamanche, que deseja se casar com ela. A moça, apaixonada pelo barbeiro Basílio, reluta insistentemente. Dom Quixote chega à praça e presencia a cena, logo vendo em Quitéria a alucinação de Dulcinéia, a mulher de seus sonhos. D. Quixote desafia Gamanche para um duelo, mas não é levado à sério nem pelo comerciante, nem pela multidão, sendo expulso da cidade. Basílio, por sua vez, desesperado ante a perspectiva do casamento de Kitri com Gamanche, finge estar se suicidando, e pede ao pai da moça que lhe satisfaça um último desejo, concedendo-lhe a mão de Quitéria em casamento. O pai cede, e para o seu espanto, Basílio se levanta radiante de saúde e felicidade, para abraçar a amada. D. Quixote, expulso da cidade, acampa à beira dos moinhos, onde encontra o rei dos ciganos, que organiza uma festa para ele. O velho bebe demais e acaba vítima de suas fantasias, pois ataca carroças de marionetes e os moinhos de vento, julgando estar em batalha com gigantes inimigos. Ao final da batalha, o velho dorme, ferido, e sonha com os jardins de Dulcinéia, povoados por seres fantásticos. Um duque que passava por ali acorda o fidalgo e convida-o a pousar em seu castelo. Lá, numa festa em homenagem ao cavaleiro, seu amigo Carrasco simula com ele uma batalha, convencendo-o ao final de abandonar as ilusões e voltar a viver na realidade. Enquanto isso, na praça de Sevilha, o casamento de Quitéria e Basílio é celebrado com uma grande festa e muitas comemorações.

D. Quixote, a novela de Miguel de Cervantes, inspirou vários ballets, ao longo dos tempos. As primeiras versões encenadas não obtiveram sucesso suficiente para se manterem até hoje, mas a versão estreada em 1869, com o libreto um pouco mais livre da obra, teve um sucesso arrebatador, creditado ao seu virtuosismo técnico. Essa obra marca a ascensão da Rússia a centro mundial da dança, pois naquela época a Europa Ocidental vivia o mercantilismo, deixando o campo das artes um pouco abandonado. Em conseqüência, os artistas migraram para o Império dos Czares, onde a dança, especialmente, era muito estimulada. Assim foi feito com Jules Perrot, Saint-Léon e Marius Petipa, o autor em questão. Petipa era muito ligado a temas espanhóis, tendo trabalhado e estudado em Madri, e inclusive já havia remontado outro ballet com motivos espanhóis na Rússia: Paquita. São marcas de D. Quixote a cor, a sensualidade, o humor e o calor dos temas espanhóis. Foi dançado predominantemente na Rússia até a migração de grandes nomes soviéticos para o Ocidente. Só depois da chegada de Nureyev, Barishnikov e Balanchine no mundo ocidental é que o ballet passou a ser dançado com mais freqüência por nossas companhias.”

 

Fazendo um paralelo aqui com as artes, o blog “Phlog that” trás uma figura de Dom Quixote, criado por Miguel de Cervantes, feita por Salvador Dalí! Linda!!!

Anúncios

5 Comentários

  1. Layli said,

    D. Quixote é show!
    Além de lindo, é divertidíssimo.
    E que bailarina maravilhosa essa da foto, hein?

    Beijão Mari!

  2. NANDO said,

    Dom Quixote é muito legal, uma daquelas histórias que merecem mesmo ser eternas, seja na dança, literatura, música etc… MUITO BOM O COMENTÁRIO! UM BJÃO!! TE AMO MUITO!!! T++!! TCHAU!!

  3. Raphael said,

    sem comentarios simplismente linda

  4. Leticia said,

    Adooro Dom Quixote …
    …uma linda obra de Marius Petipa.
    gostaria de saber quando teremos apresentações no Brasil?

    obrigada . abraços

    tchau

  5. Aline said,

    A bailarina é muito linda ali em cima perfeita *-*
    e a história do dom quixote é muito legal também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: