Com a palavra, Lorena Fafá!

26/10/2007 at 13:33 (arte, Dança, ritmos) (, )

Como já havia dito ontem, esse post será dedicato à um bate papo com a passista da Mocidade Unidos da Glória (MUG), Lorena Fafá.

Como e quando você começou a dançar?

Minha família tem uma relação muito forte com a música e a dança – nada profissonal, apenas amor mesmo. Então, desde quando eu era muito pequenininha, meus pais me incentivavam a dançar. Primeiro, eles me ensinaram a me mexer no ritmo da música, depois ensinaram alguns passinhos, depois me colocaram na aula de jazz na escola. Aí eu tomei gosto pela coisa. Dançava na escola, comandava os passinhos nas festinhas de aniversário… essas coisas… hahahaha… Nunca dancei profissionalmente… mas sempre gostei muito de dançar.

Como foi chegar a passista da MUG?

Foi assim: em 2005, fui a um ensaio da MUG com alguns amigos e fiquei apaixonada. Então, passei a ir com muita frequência aos ensaios. Alguns membros da escola me viram na quadra e me convidaram para ser passista. Só que para ser passista, eu tive que passar por uma seleção.

Foram duas etapas: a pré-seleção, que foi feita pela coordenadora das passistas, e o concurso, que foi realizado na quadra da escola em um dia especial. Cerca de 80 meninas participaram da pré-seleção. 45 participaram do concurso e, delas, foram escolhidas 30 para serem passistas oficiais da MUG.

Na pré-seleção, a coordenadora das passistas avalia o samba no pé, a postura e o corpo das meninas. Quem souber sambar, tiver uma boa postura e não estiver muito acima do peso passa!

No concurso, cada uma das meninas se apresenta para o público, individualmente e em dupla, sempre sambando ao som da Bateria. Os jurados escolhem as 30 melhores e divulgam no final da noite. Como em quaisquer outros concursos de beleza, ou de dança… sei lá! hahaha Depois que sai o resultado, todas sambam juntas..

Eu confesso que, quando eu entrei no grupo de passistas da Escola, eu não entendia muito de samba. Mas, com o tempo, frequentando os ensaios, observando as passistas mais experientes, testandos os movimentos, gestos e passos, eu consegui aprender bastante. Acho que é como todos os outros tipos de dança: quanto mais você ensaiar, melhor você dança.

Só para explicar aos desavisados, o que é ser a passista de uma escola de samba?

Nessa resposta, vou ter que transcrever a sabedoria popular: As passistas são a “nata” do samba; O coração da Escola! hahahaha!!! Nós não somos como uma ala normal da MUG, que só é formada no dia do desfile. As passistas estão sempre presentes nos ensaios da bateria e nas apresentações da escola. Sambamos por amor à escola e ao samba. Isso que é o mais lindo pra mim! =)

Acho que para todas as passistas, principalmente para aquelas que vivem na comunidade – o que não é o meu caso – o samba não é encarado como um hobby. Acho que é o exercício de um estilo de vida. Quando sambamos, colocamos todo nosso sentimento. E temos liberdade para expressar todos eles por meio da dança. Cada movimento de pés, mãos, braços, quadril, pernas, cabelo, cada olhar, cada sorriso revela um pouco do que somos e do que sentimos.

Para finalizar, na sua opinião, todo brasileiro nasce sabendo sambar?

Não. Tem taaaanto brasileiro que não sabe sambar neste mundo… hahahaha… Mas eu acho que o samba “está no sangue” de todo brasileiro. O ritmo é contagiante. Eu duvido que haja alguém neste país que não sinta uma vontadezinha de mexer o corpo quando ouve, de perto, o som da bateria de uma Escola de Samba.

Infelizmente o vídeo está um pouco fora de foco mas já dá para ter o gostinho!!!

Valeu Fafá!!!

Anúncios

3 Comentários

  1. guia descape said,

    Nossa! q chique!
    um post todo só pra mim!!!
    hahahahahaha

    Tinha tempo que eu não visitava seu blog…
    a-d-o-r-e-i essa idéia de abordar um tipo de dança diferente em cada post….

    BJUS

    Lorena Fafá

  2. NANDO said,

    “Acho que é como todos os outros tipos de dança: quanto mais você ensaiar, melhor você dança.” Isso é basicamente a filosofia da dança, e acrescentaria que quanto mais você souber dançar, mais você vai gostar, porque quem dança pouco ou não dança bem geralmente não gosta de dança por medo e vergonha. Mas muito legal o tema e a entrevista, parabéns!!
    UM BJÃO MEU AMOR!! TE AMO!! T++!!

  3. Mariana said,

    oi tudo bom com quem eu estou conversando?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: