Pol Vaquero em Vitória

29/01/2008 at 19:04 (arte, Dança, flamenco) (, , )

Eu sei, eu sei… vou puxar um pouco a sardinha pro meu lado! Mas já disse que pretendo virar jornalista, e isso é o que eles mais fazem! Hahaha!!! E a causa é justa gente, eu garanto!

É o seguinte, o bailaor Pol Vaquero virá a Vitória (ES), onde eu, dona desse blog, moro! Do dia 26 a 30 de abril e 1º e 3 de maio ele participará do projeto Conexões Espanha (do Toca Madeira Produções e do Projeto Alma Flamenca) e do III Festival de Arte Flamenca do ES (que a Alma Andaluza, onde eu danço, organiza), respectivamente.

Pol Vaquero

Pol dará aulas e ainda apresentará um show no dia 3 de maio no teatro da UFES. Vale muito a pena conferir! Quem não for daqui junta uma graninha e vem, porque além de conhecer uma cidade linda, vai curtir um grande bailaor espanhol dançando flamenco! Quer coisa melhor??? 

Mas e você aí que não entende de flamenco está se perguntando… “e quem cargas d’água é Pol Vaquero???” Hum… isso é assunto pro próximo post!!! 

Anúncios

Link permanente 6 Comentários

A dança na rua, por enquanto não é dança DE rua!!!

22/10/2007 at 18:07 (arte, Dança, flamenco) (, )

O desafio dos próximos seis posts é: “Façam pautas sobre a RUA! Saiam da frente do computador e produzam algo”, Malini (outubro, 2007). Para quem não se lembra… o referido ali é meu professor de Jornalismo Online (confiram no primeiro post deste blog).

Pois bem… cá estou eu! E, neste primeiro post sobre RUA decidi contar um pouquinho da esperiência que é dançar nesse palco! Já me apresentei em pracinhas de Vitória e Vila Velha (ES) e ainda, literalmente, no meio RUA!!! Experiências fantásticas!

O público que me observava lá dificilmente era o mesmo dos teatros (com ingressos caros…). Então, o encantamento com que viam as apresentações era de emocionar! Se nas primeiras coreografias ficava todo mundo olhando, meio sem saber o que tava acontecendo, a partir da metade já se sentiam à vontade e as crianças até tentavam imitar o que era dançado.

                                   Eduardo Ribeiro

Uma cena curiosa que não posso deixar de contar foi minha última experiência do tipo. Como divulguei neste blog, a Alma Andaluza fez uma apresentação na pracinha do centro de Vila Velha por esses dias. E eu tava lá, compenetrada para dançar e de costas para a platéia. Quando me viro… um bêbado, agarrado numa garrafa dançava na beira do palco.

Se não bastesse, logo depois ele se juntou a outro bêbado. E ficaram lá os dois, abraçados  curtindo o som e dançando bastante. Enfim, a RUA é um grande palco de surpresas… e que maravilhosas essas surpresas!!! Adoro!         

Link permanente 3 Comentários

Alma Andaluza

11/10/2007 at 13:29 (arte, Dança, flamenco) ()

Já disse, lá no primeiro post, que posso sofrer influências no que escrevo aqui, porque sou do meio. O maior exemplo disso é o post de hoje, sobre a Alma Andaluza Cia de Danza. Pode parecer que só falo dela porque faço parte. Acreditem: não é!

A Companhia, criada há uns dois ou três anos, tem como claro objetivo divulgar o flamenco no Espírito Santo. Por isso, nós, bailoras e as diretoras do grupo, Giselle Ferreira e Mônica Tenore, buscamos sempre nos aperfeiçoar e aumentar nossos conhecimentos da arte.

Exemplo disso é a realização do 2º Festival Flamenco do Espírito Santo, ocorrido no início desse ano. Fizemos de tudo pelo sucesso do evento. O resultado? Muita gente querendo conferir o próximo! E você? Não ficou sabendo? Ano que vem tem mais!!! Já estamos preparando tudo! Aguardem!!!

Ps.: Sei que sou suspeita para falar! Então… confiram as apresentações do grupo para que vocês possam formar a própria opinião!!!

Link permanente 3 Comentários

Bulerias!!!

10/10/2007 at 22:42 (arte, Dança, flamenco) ()

Para terminar essa etapa do flamenco, em que estou fazendo um breve comentários sobre alguns ritmos, escolhi a Buleria! O cante é festeiro, com ritmo alegre e muita força na interpretação. 

O baile da buleria é o que permite maior intuição por parte do artista e grande comunicação com o público. No blog My Space tem mais um vídeo muito legal, mas só com os músicos!!!

Link permanente 1 Comentário

Tangos!

05/10/2007 at 20:11 (arte, Dança, flamenco) (, )

Entramos hoje em mais um ritmo, o tango! Acalmem-se!!! Não disse que já vou mudar de modalidade de dança, é que no flamenco também há tango, mas, claro, diferente daquele argentino!

 

Esse ritmo flamenco é vivo e alegre e os movimentos do baile são muito expressivos. Não é descartada sua influência americana, fruto do contato com as músicas e estilos daqui. Um tango mais lento é chamado do Tientos. 

Segue então a letra de uma canção no compasso de tientos. Não preciso nem justificar a escolha, né!? Mas… manca e coxa coxa??? Poxa… 

LA MARIANA
Yo vengo de Hungría,
con mi Mariana
me busco la vía.
Sube Mariana sube
por aquellas montañitas
arriba sube Mariana.

No pegarle, por Dios, más palitos
a la Mariana
porque la pobrecita era
manquita y coja.  

No blog Alcazeres vocês podem conferir dois vídeos muitos legais em que o bailaor (dançarino de flamenco) dança um tango e bulerias (outro ritmo). 

LEMBRANDO: Apresentação da Alma Andaluza Cia de Danza, às 10 horas, na pracinha de Vila Velha (ES). Vai ter muitas outras atrações! E ah, tudo gratuito!!! 

Bem, então até segunda!      

Link permanente 2 Comentários

Sevillanas

03/10/2007 at 13:29 (arte, Dança, flamenco, ritmos, sevillanas)

Como disse no último post, o flamenco possui uma série de ritmos, cada um com seu estilo próprio de baile. Escolhi desta vez falar sobre as sevillanas, o primeiro ritmo que aprendi a dançar e o considerado mais simples. As sevillanas eram canções folclóricas que se “aflamencaram” com o tempo.

Elas nasceram para acompanhar o baile, geralmente se dança em par e é uma série de quatro sevillanas. Os temas normalmente exaltam o todo andaluz, principalmente o sevillano (quem nasce em Sevilla, Espanha). Elas são acompanhadas preferencialmente por palmas e guitarras flamencas (violão!). 

Infelizmente, não encontrei um vídeo que a alegria das sevillanas estivesse mais aflorada! Então, convido a todos (e na sexta eu lembro a vocês) para apresentação da Alma Andaluza Cia de Danza (da qual faço parte) e de outros grupos, que se realizará no sábado (06), pela manhã, na pracinha de Vila Velha (ES). Lá vocês poderão conferir mais sevillanas!!!

Até sexta com mais informações sobre a apresentação e um novo ritmo!

Link permanente 4 Comentários

Flamenco

02/10/2007 at 23:11 (arte, Dança, flamenco, história)

Começamos hoje uma nova fase do blog! Vamos falar sobre o flamenco! Para isso, como fiz com o ballet, vou contar um pouquinho da história da dança.

img_5598.jpg   Norberto Messina

O flamenco para mim, e todos os seus praticantes, não se resume apenas na dança. Ele é uma manifestação de arte, que reúne o cante, a música (guitarra, cajon, palmas) e o baile. Resumindo, é um estilo de vida.

O flamenco nasceu no sul da Espanha, região de Andaluzia, com influência moura, cigana e judaica. As letras das músicas e a forma de cantar são lamentações  que traduziam as condições de vida adversas dos grupos já citados. Algumas delas também expressam o espírito de luta e esparança desses povos.  

O flamenco possui uma série de ritmos tais como buleria, tango e fandango. No caso do vídeo, é uma farruca. Mas isso é assunto para o próximo post!

Até quarta-feira!!!

Link permanente 2 Comentários

“O corpo diz o que as palavras não podem dizer”, Martha Graham

01/09/2007 at 14:32 (ballet, Dança, flamenco)

Começo esse blog já avisando que não é de livre e espontânea vontade que o faço. Reconheço as importâncias e as novas ferramentas que essa nova forma de comunicação, e de jornalismo, trouxe, mas nunca me interessei em me inserir nela. Como matéria obrigatória de meu curso na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), cá estou eu!

No entanto, sei que a data marcada para o suicídio (o final do semestre, quando receber minha nota!) pode ser alterada. Afinal, já que é para fazer me proponho a fazer direito e não descarto a possibilidade de adorar escrever aqui! Por enquanto, o certo é que este blog será atualizado três vezes por semana, como manda meu maior leitor Fábio Malini (sendo o professor, pelo menos uma vez, para me avaliar, ele terá que ler isso aqui).

Sobre o assunto que abordarei escolhi a dança. Pensei muito num assunto que eu tivesse pelo menos um pouco de conhecimento para passar e, como sou bailarina, levantarei essa questão. Pretendo (isso demonstra que posso não seguir a risca) contar a história da dança, seu desenvolvimento e estilos. Ainda quero fazer algumas análises de filmes não só musicais, mas também aqueles que colocam a dança como centro.

 

O Lago dos Cisnes

Pode ser que puxe sardinha para o ballet clássico (nenhuma bailarina que conheço admite escrever balé) e o flamenco, modalidades que pratico. Como o jornalismo é tendencioso mesmo, me dei essa liberdade. Mas com o objetivo de também aprender, garanto que outros estilos serão contemplados nesse espaço.         

Flamenco

E ah… essa frase lá de cima é de Nietzche.

Segunda-feira tem mais pessoal!!! 

Link permanente 13 Comentários